domingo, 19 de outubro de 2008

mistérios;


Vivo observando as pessoas.

Observando seus passos e mentiras.
Mas nunca observei atentamente a vida.
E nunca soube o porque; ou nuca quis saber.
Acho que meu medo é maior.
Não sou de guardar sentimentos, mágoas.
Apenas notei o
incomodo que causava naquelas vidas tão sem graça, tão aleatórias a minha história.
Resolvi buscar novas mentes. Mais abertas, mais nua, mais soltas !
Sobrou apenas uma.
Dentre tantos seres, somente um me faz feliz e que sabe do que falo.
Me compreende verdadeiramente.
Minha esperança foi escolhida para o jogo. Está tudo em minhas mãos.
preciso de FÉ.
crer... fugir. tudo tão inútil. Tão banal; a vida já foi mais admirável...

7 comentários:

nuzzi disse...

como sempre bruh..ce fazendo das palavras meras escravas do seu dom...A-R-R-A-Z-O-U!!

'- Glauco disse...

meu amoor é a melhor. miinha ÍDOOLA *.*

John disse...

Vc é foda! *.*
Casa cmgo? :D

Anderson disse...

Mando bem gata belas palavras
bjooos

karla disse...

lindas palavras de uma linda menina q tem a mente aberta e q faz a diferença entre tantas....

Sinta-se Livre disse...

um dia bru ... não nesses dias.
seu blog esta otimo^^

lucas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.