quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

ser...

é tudo tão proibido. sempre... e ela me provoca.
sempre, com aquele sorriso irresistível.
me lambendo com os cílios, me bebendo com os olhos, me comendo com as mãos no teclado.
tenho certeza de que as ordens estão erradas. deveria escrever algo diferente, não acha ?
viver essa loucura, tão distante, tão fria, quente, ilusória, mas real, possível.
" eu quero é beber o que dele escorre pela pele, e nunca mais esfriar minha febre..." ♪
eu sonhei com tudo isso, sonhei com o que é teu, com o que é belo, lúcido. minhas mãos que me tocam, procuram... procuram... procuram... me tenho mas não a mim. tenha o que é meu. não é a mesma coisa.
mas um dia, ainda hei de tê-la; a aí, viverei em fim, meu desejo insaciável. delicioso de se sentir. mas doloroso, admito.
é maravilhoso me sentir viva.
muito obrigada...

por enquanto...

7 comentários:

erica disse...

Perfeitão amiga ! emocionei !

Sinta-se Livre disse...

Td que esta longe.
é bom neh.

Guy Manuel disse...

Beleza, Bruna!

Luis G. Nacinovic disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Caяol Costa disse...

Emocionante mesmo :o *--*

Luis G. Nacinovic disse...

Emocionante, você escreve maravilhosamente bem...!

'- Glauco disse...

eu te provoooco