segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

orgulho,

o movimento das pétalas com o vento. as margaridas que viveram somente para enfeite.
onde o valor é dado apenas por orgulho; nosso sonho é uma simples idiotice...
limpo minhas mãos, lavo meus pés sujos de miséria. não quero mais me iludir.
nesse cenário louco e branco, de tantas cores... ele nem é tão grande assim;
tenho certeza de que meu coração é bem maior. é simples demais. até pra mim. pode até ser profundo, mas é pequeno; é vivo, mas esquecido. eu me culpo por isso. não sou o suficiente.

Um comentário:

nuzzi disse...

Esse texto me afetou de algma forma...é tão simples e tão comlexo...Eu gostei mesmo assim...
Te amo muito...