segunda-feira, 30 de março de 2009

tristesse;

é uma tristeza sem fim. gigantesca, injusta, imaginável, sustentável. incurável... e eu que era singular, hoje sou plural em qualquer sentido.
tanta coisa que me viu, tanta gente que se foi e nem falou as horas quando precisei.
o que me machuca é essa insignificância que dão aos sentimentos. á paz interior, as palavras simples, como as minhas;
são aqueles seres medíocres que me queimam profundamente, falando da economia e da crise mundial.
será que existe algum cérebro que pensa como o meu ? que fala de música, ao sofá cheio de farelo e á televisão no volume médio ?
que sonha em ser o que quer, e não segue a moda nem usa calça jeans porque a revista diz.
eu sonho com alguém, não importa o sexo. sonho com um ser que me complete, que me compreenda, e saiba falar, saiba escrever, que goste de coisas que tenham qualidade.
que tenha uma mente aberta e que sáiba do mundo que gira lá fora.
que sáiba o que é a vida.
que seja triste como eu sou...
aliás, era pra dizer sobre ela,.
hora, quem...? a tristeza. a minha;
é causada por pequenos pensantes que geralmente nem pensam de verdade. aqueles que só se preocupam com o dinheiro e o sucesso no final da vida...
pra dizer dentro de uma caixa ao lado da família, cheia de lágrimas e flores, num cemitério de classe média-alta que foi alguém na vida.
pra mim, isso não é ser nada. ser alguém é pensar por si, é saber o que é e o que quer sem a interjeição de ninguém.
aqueles seres que vivem fora do seu mundo também me preocupam e me incomodam. aqueles que não lêem textos compridos porque preferem assistir á uma cópia de um reality show do exterior.
eu me sinto ridícula por ser um ser humano. por ser um animal que não utiliza todo o seu cérebro. e mesmo assim, consegue utilizar MENOS ainda.
é deprimente. tenho medo do que será de mim, mais tarde. se conseguirei sobreviver em meio a esse tiroteio de futilidades.

5 comentários:

Amanda disse...

você vai sobreviver e se tornará tão mais bonita... aguarde...

Erica disse...

*-* lindão!

Renan disse...

Escreveu pensando em mim *-*
amo você bruna. :D

'- Glauco disse...

amaaaaaay *----* n morre de fome, TALENTO VC TEM

wakinglife disse...

E ai, Bruna .
tudo bem?
Eu e o Silvio estamo aqui em casa lendo os seus textos , e aproveitamos pra deixar um abracaoo!
e que estamos com saudades.
Agora, seus textos trazem interrogacoes que, para a maioria das pessoas passam somente como momentos vividos. Nos seus, encontramos temas que, mais do que palavras de uma pessoa se descobrindo e que se diz aprendiz, ja uma pessoa madura e, porque nao dizer, uma poetisa da vida.