quinta-feira, 15 de abril de 2010

Dói

contei
contos pra dormir
andei
nos contos que escrevi
corredores no seu final
minha alma tem um quintal
no fim
das salas que dormi
menti
tristeza é mal de mim
não me deixa olhar o céu
nem contar contos num papel
já pedi, mas não quer partir
quer morar em mim

esses olhos são de chorar
não são mais de ver
só se vê você
nesse meu cantar

esse tempo não morre de dor
porque já morreu
não tem dó de mim
não me levou

Bruna Moraes & Ítalo Lencker

5 comentários:

Karla Thayse disse...

nossa que lugar lindo!

Encantada...

Tenha um belíssimo final de semana,

beijoo

Anônimo disse...

quem pe vivo sempre aparece.

Anônimo disse...

gostei desse texto, mto bom.

felipe alves disse...

Bruninha, como sempre surpreendente em seus poemas, parabéns menina. além da linda voz tb tens o dom da escrita

Jonathan disse...

LINDO DEMAIS!

Sei que tenho andado sumido, mas
sempre leio aquilo que escreves.

Parabéns pelo DOM

Dói...

;)