sexta-feira, 28 de maio de 2010

cria

se de mim
nascesse um filho
fugiria pro mar;
pra mantê-lo na
cantiga do vento
até que fizesse outra

faria a cama
no Sol
faria de mim
seu mar vertical
seus olhos só veriam
azul
só veriam peixe-vivo
gente-viva

faria milharal
tomateiro
laranjeira

nascerá de mim
uma árvore

Um comentário:

rodrigolopes3240 disse...

Gostei mais dessa letra. Legal.