terça-feira, 3 de agosto de 2010

Alenquer

me vê
você

você maré e chuva
num dia de vento
vinho que cobre a taça
num sóbrio ralento

deus de milagre mas
também fecha caminho
é pescador, artista
não dorme sozinho

canta firme tua mão
fala grave teu bordão
me diz madeira em
aço bom
me viu

e quer além do barco
além quer de tudo
deixa pra ter o braço
pra ser quase mudo

canta firme tua mão
fala grave teu bordão
me diz madeira em
aço bom
me viu

vou ver
você



essa é apenas a letra de uma melodia de Bruna Moraes, em homenagem ao seu poeta das cordas, senhor Lencker. 

Nenhum comentário: