quarta-feira, 30 de novembro de 2011

abra a porta!

você parece um homem, assim, quando toca.
um gigante, que passeia pelas árvores
com grandes olhos
grandes braços que
alcançam e tocam.

eu queria tê-lo perto
todo o tempo
e poder beijar teus olhos fundos


dezembro
é assim que sinto você... dezembro.
eu queria poder tocá-lo, nem que seja uma vez.
abrir os livros e as janelas da sua alma, para correr o vento
sarar suas feridas e cobri-lo de afeto.

eu desejo profundamente suas mãos, e você sabe.

eu prometo te contar.
em breve.


eu te amo.

Nenhum comentário: