quinta-feira, 5 de julho de 2012

Tndr

A cor do seu corpo
Rubro...
Arrepia meus pelos,
Apenas imaginar-te.
Te encontrei, tão inquieta
E você tão sereno.
Tua companhia excita minh'alma
Atrapalha meu sono, sua lembrança.
A lembrança de tão poucos encontros.
És um poço de pecados...
Homem gigante.
O poema não terminaria.
São infinitos, os adjetivos...
Sonho um beijo, um afago
Ou algo puro... tanto faz.
É você que cativa tudo o que é possível em mim...
Homem-poesia.

Um comentário:

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
ecos
de
la
tarde
callada
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION
BRUNA

CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE BAILANDO CON LOBOS, THE ARTIST, TITANIC SIÉNTEME DE CRIADAS Y SEÑORAS, FLOR DE PASCUA ENEMIGOS PUBLICOS HÁLITO DESAYUNO CON DIAMANTES TIFÓN PULP FICTION, ESTALLIDO MAMMA MIA,JEAN EYRE , TOQUE DE CANELA, STAR WARS,

José
Ramón...