quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Honrado Anjo

Veja o homem!
É feito de aço e carvão
De pedras, de pinho.
No centro, algodão.
Brotam-lhe flores pelos olhos

Na força dos dentes
E na carne macia dos lábios
Ele profecia
o belo
o horror
a fúria
o pudor
a HONRA!

São tão simples, as palavras
Me toca, pra quase nunca,
mas me penetra, o aroma de sua alma.

Ele é feito de dor e justiça
De amor.

2 comentários:

Anônimo disse...

Mastiga-me em conta gotas súplicas de amor e ternura. É como tocar o céu pela boca numa escada curta para dois. O amor é como um velho teorema perdido, um jogo de esconderijo gigante de mistérios profundos e profanos. Vivo por saber, que sonhei um dia Por saber que existe sinceridade num coração. POESIA, POESIA e POESIA. Velhos espadas chins rapaduras e corações de pedra endurecem as margens do sertão. o sertão não é lá fora é aqui dentro. Vai virar mar e o mar virar sertão.
LINDA LINDA LINDA LINDA LINDA LINDA LINDA

Bruna Moraes disse...

Conta-me quem és, que te dou mais palavras. Lindo é apelido!